quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Segundo o Espiritismo

Francisco Muniz

Segundo o Espiritismo, a vida na Terra é apenas uma estação de aprendizado para os Espíritos aqui estacionados momentaneamente. Que esse aprendizado é, por assim dizer, infinito, porquanto todo o conhecimento reside em Deus e este o parâmetro inalcançável de nosso processo de aperfeiçoamento.
Segundo o Espiritismo, a Terra é só um dos muitos bilhões de mundos habitados neste imenso Universo criado por Deus e mantido em funcionamento através de leis sábias e perfeitas e, por isso mesmo, imutáveis.
Segundo o Espiritismo, Deus é a causalidade de tudo que chamamos vida em todas as partes do Universo, sendo também a soberana justiça e bondade, porquanto reúne a absoluta Perfeição.
Segundo o Espiritismo, o Espírito e a matéria, ao lado de Deus, são os elementos constitutivos de tudo que existe. Ao lado deles há um elemento aglutinador chamado fluido universal, que pode ser entendido como a matéria primordial da qual tudo se forma pela divina Vontade.
Segundo o Espiritismo, os Espíritos influenciam a vida dos homens sutil ou ostensivamente. Essa influência se deve à existência, no homem, de um sentido extra chamado mediunidade, responsável pelo intercâmbio constante entre os seres dos mundos físico e extrafísico.
Segundo o Espiritismo, o homem é um Espírito encarnado cuja presença no planeta é sempre renovada numa sucessão de mortes e renascimentos, configurando a reencarnação, parte da lei de Evolução que garante o melhoramento dos seres espirituais e de tudo que se apresente como Criação Divina.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!