domingo, 9 de agosto de 2015

Surpresas e ensinamentos de uma reunião mediúnica

Edilton Costa Silva

 

Aquela comunicação mediúnica chamou-nos particularmente a atenção. O Espírito comunicante se expressava como alguém que, na condição humana, tornara-se um assassino frio, endurecido e indiferente em relação ao valor da vida. A médium, uma jovem que durante o transe transfigurara-se parcialmente, externando expressões verbais e aspectos faciais assustadores e vulgares durante o diálogo com o encarregado do atendimento, que se pode resumir mais ou menos assim:
- Me paguem qualquer coisa que eu mato qualquer um.
- Mas você sabe que matar o semelhante é crime. É erro grave perante as leis dos homens e, pior ainda, perante as leis de Deus.
- Que é que tem? Eu já matei minha mãe, quanto mais os outros que nem conheço.
- Você sabe para que foi trazido aqui?
- Não me interessa. Eu vim porque quis. Ninguém me leva aonde eu não quero ir.
- Você se engana, meu irmão. A vinda até aqui se deu pela misericórdia divina, para mudar sua forma de pensar e de agir, para você respeitar a sua vida e a dos seus semelhantes...
A esta altura, o doutrinador percebia o evidente endurecimento emocional daquela entidade que parecia impermeável a qualquer tentativa de sensibilização para as verdades divinas, no que diz respeito à valorização da vida humana, o que se confirmou com as afirmações intimidatórias e, por que não dizer, ameaçadoras:
- Você tem sorte porque está falando em nome de Deus e tem muita gente aqui observando...
A seguir, o dialogador começou a aplicar a bioenergia ou passes e, à medida que o processo tinha sequência, o ser espiritual passou a reclamar de dores no corpo e externar certa preocupação com a morte que se aproximava.
Foi o único momento durante o contato entre o Espírito e o dialogador em que este percebeu algo de mais humano naquele que procurava bloquear completamente suas emoções, seus sentimentos.
Pergunta-se: o que teria acontecido em um passado distante com aquele nosso irmão para levá-lo a tamanha condição de insensibilidade, transformando-se num criminoso frio a ponto de assassinar a própria mãe? Não nos foi permitido saber.
O doutrinador, por sua vez, sentiu-se um tanto quanto frustrado por não ter alcançado, na sua avaliação, um resultado satisfatório que despertasse aquele irmão para uma realidade melhor do que aquela em que ele se fixava e, conversando com companheiros mais experientes e com a médium, instrumento daquela manifestação, obteve explicações, informações e reflexões altamente significativas.
Em primeiro lugar, mesmo com o desinteresse pelo diálogo, o choque anímico experimentado pelo Espírito comunicante, quando seu perispírito está sintonizado com o do médium, produz nele algum efeito terapêutico associado ao início de seu despertar espiritual...
A referência à mãe e depois a Deus funcionou também como valores que estavam abafados e que, implicitamente, podem ser interpretados como indícios de alguém dando os primeiros passos para sair da sua carapaça e, aos poucos, recuperar a sua condição de humanidade esquecida.
A médium informou que durante a aplicação do passe, enquanto a entidade era atendida, conseguiu sentir e perceber as diferenças vibratórias emanadas do ser espiritual (densas e escuras) e do doutrinador (suaves e luminosas), notando que algo de bom foi assimilado pelo irmão desencarnado infeliz.
Vale a pena ressaltar ainda que as sensações de dor e a preocupação com a morte levam-nos a concluir pelo total desconhecimento a respeito da sua realidade espiritual, portanto, acreditando-se ainda vivo no corpo físico. Certamente a equipe espiritual providenciará os recursos para, no momento próprio, oferecer-lhe o necessário esclarecimento.
Na avaliação de todos, qualquer entidade trazida à comunicação em uma reunião mediúnica séria, com demandas, conflitos, sofrimentos, culpas, remorsos, mesmo que não demonstre, obtém algum benefício, retirando-se do ambiente numa condição melhor do que a em que se encontrava.
Bem-aventurados aqueles que sabem aproveitar os ensinamentos proporcionados pelo Espiritismo, seguro roteiro de luz para a Humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!