domingo, 17 de agosto de 2014

As crianças de Bebé

Recentemente, Alexandre, pai de meus netos, e eu fomos visitar Mamãe no C. E. Nosso Lar, em Mata de São João. Ela não estava lá, mas encontramos Bebé, chefe da cozinha da creche municipal que funciona nas instalações do Centro e a quem Alexandre revelou haver gostado muito do aspecto das escolas do município, que primam pela apresentação externa. "Pois se você entrar numa delas vai se apaixonar", disse Bebé, que passou a relatar a preocupação dos gestores municipais com a área de educação, bem como episódios vivenciados no âmbito da creche, que abriga crianças carentes na faixa etária de dois a seis anos.
Dentre outras coisas, Bebé comentou a situação familiar dessas crianças, muitas delas praticamente órfãs, uma vez que perderam ou o pai ou a mãe, ou ambos, vitimados pelos vícios ou pela violência da criminalidade, havendo algumas que não têm em casa nada para se alimentarem. Uma ou outra vez ela e Mamãe já presenciaram desmaios de crianças logo ao chegarem à creche numa segunda-feira porque passaram o fim de semana sem pôr nada no estômago. Com efeito, é na creche, onde a Prefeitura não deixa faltar o necessário, que esses meninos e meninas garantem sua nutrição.
Apesar de tudo, hoje a situação está muito melhor para a população carente de Mata, disse Bebé, salientando que em passado recente havia famílias que passavam fome mesmo. Os programas sociais como o Bolsa Escola e o Bolsa Família são responsáveis pela modificação desse cenário estarrecedor, na avaliação de Bebé, salientando também o comprometimento do poder público municipal em tornar mais humanizadas as condições de vida da população...
Na semana que vem pretendo voltar lá, para rever esse pessoal querido e, quem sabe, ouvir outras pequenas grandes histórias como a desta encantadora sexta-feira...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!