sábado, 7 de setembro de 2013

A cruz

Irmã Rafaela

Sim, meu amigo, sofre e trabalha, na direção da luz divina, porquanto é preciso suportar o peso da cruz que trazes sobre os ombros. Os servidores do Cristo devem ser intimoratos, desenvolvendo seu potencial de amor com coragem e responsabilidade, posto ser dele, do Divino Amigo, a obra a que te afeiçoas.
Repara na lição do cireneu, o estrangeiro chamado a colaborar, e entende que a boa colaboração não prescinde dos esforços que todos devemos manifestar perante o Cristo. Pois não pediu Jesus que carregasse sua cruz todo aquele que se dispusesse a segui-lo?
Cala, então, teus ressentimentos e abraça a irmã amargura, acalentando-a em ondas de amor, e não seguirás amargurado. Compreende quem te trata com desdém e desamor como a resposta a teus rogos no caminho da pacificação. Sim, tu tens tua cota de responsabilidade nisso tudo e deves aceitar as reprimendas agradecido à Bondade Divina, consciente de que, se hoje já não pro
cedes para merecê-las, é que elas se prendem ao teu passado.
Prossegue trabalhando, amando e perdoando, fazendo na Terra o que ensina o Cristo. Mais uma vez te dizemos: não estás sozinho, e deves trilhar a senda do aprimoramento perseverando no Bem. Confia e segue em frente. Deus abençoa teus passos - hoje, agora e sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!