domingo, 18 de agosto de 2013

Análise de filme - Energia Pura

Francisco Muniz

Esse filme, disponível em vídeo e na Web, trata do preconceito e do medo que experimentamos frente ao desconhecido, ainda que este se mostre inofensivo ou benéfico. E como somos, na maioria, ignorantes de nós mesmos e do que nos cerca, preferimos destruir o que não compreendemos. Eis um breve resumo da história da personagem central de "Energia pura", um rapaz cuja mãe sofre a descarga de um raio momentos antes de dar à luz um bebê que mais tarde se revelaria intelectualmente superdotado, um gênio que atraía dissabores mais do que simpatia. Isso se devia, em grande parte, a sua aparência, ressaltando o quanto julgamos os outros pelo que mostram e não como são. É, no fundo, uma releitura da vida de Jesus, cuja mensagem não teve simpatizantes de imediato, apesar da grandeza de seus ensinamentos, sendo levado ao sacrifício da própria vida em consequência da incompreensão do mundo. No filme, esse sacrifício tem uma outra interpretação: enquanto o Cristo teve de morrer para estar mais próximo dos Homens, a personagem da fita escolhe se integrar à Natureza, deixando-se desintegrar, vendo-se incapaz de modificar a natureza moral de quem não o compreendia e, por isso, não o aceitava nem lhe preenchia as carências. Vitimado pelo preconceito, filho da ignorância, ele opta por "voltar para casa". Confiram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!