domingo, 30 de junho de 2013

Sementes...

Irmã Rafaela

As tuas sementes, amigo querido, começam a germinar, enquanto já colhes os frutos de antigas semeaduras. Sim, todos os dias são um convite à auto análise e tens motivos para considerares os instantes que vives como de relativa felicidade a que fazes jus. E, como acabas de aconselhar a alguém, deves perseverar ainda mais, esquecendo as contrariedades e superando os obstáculos do caminho.
Pensa constantemente nos exemplos deixados pelo Cristo e medita nos ensinamentos do mestre de Nazaré, para mais te conscientizares acerca do que fazer a cada dia.
Não desfaleças; o cansaço das horas vazias comprometem teu corpo e tua mente bem mais que o resultado físico de teu esforço no bem. Pelo contrário, aí encontras o lenitivo de que a alma necessita para suas dores.
Esforça-te, pois, por melhorar, fazendo aos outros todo o bem que possas, a fim de amanhã lograres colher os frutos doces de tua sementeira. Vai, o Cristo, através dos Seus mensageiros, estimula-te continuamente ao trabalho fraterno a que te afeiçoas há algum tempo.
Deus te abençoe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!