sábado, 22 de dezembro de 2012

Análise de filme (X) - Star Wars (Guerra nas estrelas)

Francisco Muniz
(publicado originalmente na revista Visão Espírita n.° 8 - Ano I - Novembro.1998)

Baseado numa história oriental, o realizado George Lucas levou ao cinema um dos mais espetaculares filmes de todos os tempos. Reeditado com mais efeitos no ano passado (1997), Star Wars lega-nos uma mensagem filosófica segundo a qual a vontade de progresso e a liberdade deve prevalecer sempre. Pela ótica espírita, poderíamos interpretar assim: Luke Skywalker, o jovem "jedi" (espécie de sacerdote com faculdades mediúnicas), utiliza a Força (Deus) para poder libertar seu povo do domínio do Império (os vícios e impulsos atrasados nossos) dirigido por seu pai (os defeitos adquiridos em existências anteriores). Para isso deverá passar por muitas provas em lugares diversos (rteencarnação em muitos mundos no plano evolutivo), terá dificuldades e desenvolverá seus poderes telepáticos, intuitivos e telecinésicos (faculdades mediúnicas e psíquicas). Mesmo em momentos de desespero ele ouvirá a voz de seus mestres já desencarnados (ajuda espiritual); com sua espada enfrentará seu pai ao final do filme (com a arma da justiça terá equilíbrio para vencer as imperfeições); logrará vencer, libertar seu povo e encontrará seus mestres (mudança de homem velho em homem novo, libertação dos atavismos da matéria e reencontro com os guias espirituais). Por essa ótica o filme se tornará mais proveitoso quanto a ensinamento e reflexão.

4 comentários:

  1. Legal. O que vocês fizeram foi concretizar uma idéia que vinha amadurecendo em mim: traçar paralelos entre a pseudofantasia de filmes como esse e o Espiritismo, mas achava que seria um desfavor à Doutrina, até que esta semana abri a Revista Espírita de Jan/1867 e vi que o próprio codificador, Alan Kardec, o fez, no título "Pensamentos espíritas que correm pelo mundo". Gostei e acho que com isso poderemos alcançar novos horizontes ainda inexplorados na divulgação do Espiritismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela participação, Evandro. Fique à vontade para percorrer o blog e oferecer colaboração.
      Abraços.

      Excluir
  2. Star Wars trás de forma empolgante e reveladora a trajetória do homem runo à iluminação. Lógico que não se discute as intenções do autor, mas nota-se em suma sua filosofia espírita subliminarmente difundida. Parabéns ao blog pelas observações.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelo comentário e pela visita, João.

    ResponderExcluir

Abra sua alma!