quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O livro de Pedro Camilo

Francisco Muniz


Há livros que nos obrigamos a ler e que, por serem um tanto quanto diversos de nossos interesses (lemos por necessidade, bem se vê), gostaríamos que acabassem na página seguinte. Outros, porém, são tão agradáveis que não queremos terminar a leitura tão cedo, sorvendo e absorvendo cada conceito ali emitido, posto que todos altamente enriquecedores.

O ensaio que o médium, expositor e escritor espírita baiano Pedro Camilo trouxe a público recentemente (neste ano de 2012), sob o título “Mediunidade – para entender e refletir”, insere-se na segunda classificação, tanto pelo tema, sobre o qual necessitamos sempre de esclarecimentos aprofundados quão produtivos, quanto principalmente pela forma como Pedro realizou sua abordagem em torno dos apontamentos de Allan Kardec exarados em O Livro dos Médiuns e também em outras obras da Codificação, quais O Livro dos Espíritos e O Evangelho Segundo o Espiritismo.

Além dos títulos já citados, Pedro Camilo também é professor (leciona disciplinas do curso de Direito na UNEB, em Paulo Afonso), de modo que soube tornar sua obra tão didática que não se tem qualquer dificuldade no entendimento do que ele quis transmitir. No entanto, ao tomarmos nas mãos seu livro, na condição de aprendizes do Espiritismo e, por extensão, da mediunidade e seus desdobramentos, a exemplo do papel do médium perante essa faculdade e dos episódios obsessivos, somos quase que fatalmente levados a compará-lo com outra obra igualmente valiosa para os ditos estudos. Falamos de “Estudando o Livro dos Médiuns”, publicado também em Salvador pela equipe do Projeto Manoel Philomeno de Miranda.

Nessa comparação, a princípio desnecessária, encontramos pontos semelhantes e bem poucas diferenças. Ambos são trabalhos que pretendem de certo modo dissecar os conceitos de Kardec e facilitar a interpretação por parte dos estudiosos da mediunidade, dessa maneira colaborando para o aprendizado de quantos queiram transitar por essas vias.

Mas enquanto “Estudando o Livro dos Médiuns” quase só se limita a resumir capítulo por capítulo da obra monumental do Codificador, o livro de Pedro Camilo traz-nos um apanhado interpretativo executado pela mente arguta e lúcida, levando-nos a ponderar sobre as questões mediúnicas do ponto de vista mesmo de Allan Kardec. E compreendendo o mestre tornamo-nos melhores discípulos, não é verdade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!