segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Hora de trabalhar

Irmã Rafaela

Desnecessário dizer que o esforço em prol do bem deve ser incessante. Desnecessário porque vocês já sabem das orientações todas enviadas daqui para a esfera dos homens. Compete a todos - a vocês, principalmente - observar que o trabalho com o Cristo, embora conte com o beneplácito da paciência do lado de cá, espera o incansável e inadiável comprometimento. A todo instante vocês devem pensar no quanto os necessitados aguardam sua boa vontade, em quantas pessoas estão em situação de carência, caminhando ao seu lado para despertar-lhes os sentimentos de caridade e fraternidade que deve unir os homens em torno de um só objetivo.
Abram os olhos!
Oh, amigos, as lágrimas e as dores são tantas, a fome acomete a tantas pessoas, a carência de luz ante as trevas que prendem muitos homens na ignorância é tão grande!... É a vocês que já sabem do Cristo e das divinas verdades que eles procuram! É de vocês que deverá partir a iniciativa do auxílio. Nós apenas nos utilizaremos de sua disposição, porquanto não podemos agir sozinhos, posto ser preciso que vocês adquiram méritos. Não percam tempo, portanto; o trabalho não espera, ante o muito por fazer, e, se não contarmos com vocês, outros poderão ser instrumentos mais maleáveis.
O Pai, o Senhor Supremo de nossas vidas, aquele que todos os dias renova nossas oportunidades, por conhecer nossa capacidade, espera que saibamos despertar da indolência e colaborar na tarefa do aprimoramento de Sua obra, na Terra e em toda parte.
Olhem para os lados, para a frente e, como o Cristo convida, peguem da charrua para continuar a semeadura, confiantes em que a colheita será sempre proveitosa para quem decide trabalhar sem esperar recompensas. A hora é esta. A necessidade de uns é preenchida quando se pensa na necessidade dos outros. Vamos caminhar. Vamos trabalhar. Vamos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!