segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

“Que suas mãos estejam prontas...”

Francisco Muniz (publicado originalmente no jornal Tribuna Espírita de Salvador - http://tribunaespiritadesalvador.blogspot.com/)


Em sua saudação aos médiuns no primeiro dia do ano de 2008, o mentor espiritual do Centro Espírita Deus, Luz e Verdade, Irmão Jerônimo, fez, mais uma vez, uma conclamação no sentido de se observar com mais consciência os ensinamentos de Jesus. Tais recomendações são atualíssimas e por isso as relembramos aqui. É preciso, disse ele, “deixar brilhar a luz interior, como o sol que cada um possui e deve irradiar todos os dias”. Se o homem, ponderou o Mentor, “deseja o crescimento da vida externa apenas, esquecendo as conquistas espirituais, Jesus mostra, com seus exemplos de vida, como é preciso proceder. O verdadeiro caminho é um só: a via estreita”.
Segundo Irmão Jerônimo, é preciso refletir acerca da vida espiritual e para tanto todos têm capacidade, bastando confiar mais no Cristo: “Jesus está mais forte do que quando aqui passou”, ressaltou. Depois de comparar o Mestre com um rio caudaloso para o qual devem convergir os pequenos regatos que somos nós, o Mentor perguntou: “Por que o homem não corre em direção ao oceano maior, que é o amor de Deus onipotente?”
Mas apesar das palavras do Cristo, voltadas para o exercício da caridade incondi-cionalmente, “o homem se sente perdido, demora a abrir a porta para os pequeninos e, quando a abre, diz não”. No entanto, não há tempo a perder e o Mentor enfatiza: “Adiante os passos, se você vive bem neste planeta. Deixe o que ficou para trás. Que suas mãos estejam prontas para estendê-las aos caídos. Que sua boca esteja pronta para falar as palavras de encorajamento e verdade. Que seus pés estejam prontos para seguir adiante e conduzir os irmãos da retaguarda”.
É desejo do Irmão Jerônimo que nós, os médiuns trabalhadores do CEDLV, encaremos a tarefa com toda seriedade, para que assim, humilde responsavelmente, estejamos integrados à obra comum, “pois ninguém faz nada sozinho”. De acordo com o Mentor, “aquele que diz ‘eu faço’, ‘eu sou’, que acha que faz tudo, nada faz”. E o propósito de todos, disse, é um só: crescer para Deus. Nesse sentido, pede-nos ele que não troquemos os trabalhos espirituais por nada do mundo: “Médium, enfrente a vida de cabeça erguida, você não sabe a hora em que seu corpo tombará!”
O tempo urge, avisou o amigo espiritual, ressaltando que Jesus não perdia tempo, pois sabia o quanto ficaria com seus discípulos. Devemos, aconselhou Irmão Jerônimo, aprender a meditar: “Isolem-se alguns minutos, não importa quanto tempo, mas o necessário para o encontro consigo mesmo na comunhão com o Mestre”.
É preciso, também, que estejamos atentos à condição de detentores de faculdades mediúnicas. Segundo o Mentor, poucos compreenderam, no planeta, o papel da mediunidade: “O sucesso de sua vida só depende de você; a saúde de seu corpo, a paz de seu lar, só dependem de você”. Assim sendo, apego à família, a dinheiro, não é atitude cristã, ponderou Irmão Jerônimo, assegurando que, como homens virtuosos, devemos seguir o caminho do bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra sua alma!